uma cidade que começa com uma ponte ligando lugar nenhum a lugar nenhum: um monumento ao espaço. ponte venerada por ser matéria; veneração ao concreto. escavadeiras como veículo “que torna o sonho possível”. é como se a decisão de um fosse de muitos, mas não. vilarejo pacato com síndrome de auto-depreciação, alumínio. terras férteis eRead more »

<em>e toda a vontade de potência dessas matilhas, subjugadas a sérios consensos perante a maioria</em> <a href=”http://selo.azuis.net/wp-content/uploads/2013/07/inhotim-mira-a-classe-c.jpg”><img class=”alignnone size-medium wp-image-120″ alt=”inhotim mira a classe c” src=”http://selo.azuis.net/wp-content/uploads/2013/07/inhotim-mira-a-classe-c.jpg” width=”600″ /></a> ¶ Poderíamos pôr abaixo todos os mistérios, celeumas tristes e demais internos. Rodo de lugar não tem nome, não tem coisa, é pura função. Das 8 daRead more »